Jovem acreana professa os primeiros votos como religiosa da Congregação das Irmãs de Notre Dame
5 de abril de 2019 Notícias
Imagem Destacada

“Feliz aquela que acreditou”: o versículo de Lucas traduz como a confiança de Maria nos desígnios de Deus inspira o compromisso de dedicar-se integralmente ao Senhor, assumido pela jovem Ana Laura de Castro Gomes. Natural de Feijó – município acreano localizado na fronteira com o Peru, foi no Rio Grande do Sul que ela vivenciou a intensa preparação que culminou na celebração ocorrida manhã de quinta-feira (04).

Congregação das Irmãs de Notre Dame - Primeiros Votos Irmã Maria Ana Laura (36)Durante a cerimônia eucarística celebrada na Casa Santa Cruz, presidida por Padre Ronaldo Lobo, Padre Fábio de Moraes e Diácono Elizeu Moreira, Ana Laura pediu, publicamente, à superiora da Província da Santa Cruz, Irmã Araci Maria Ludwig, para ingressar na Congregação das Irmãs de Notre Dame, enfatizando como, nos dois anos como Noviça, encantou-se com a espiritualidade, os valores e a missão Notre Dame. “Esta experiência fortaleceu e confirmou minha decisão de seguir Cristo, nesta Congregação. Por isso, peço para fazer parte dessa família religiosa, professando os conselhos evangélicos de Castidade, Pobreza e Obediência”.

Congregação das Irmãs de Notre Dame - Primeiros Votos Irmã Maria Ana Laura (35)A provincial, em nome da superiora Geral da Congregação, Irmã Mary Kristin Battles, aceitou, então, sua solicitação de ingresso. “Irmã Maria Ana Laura, tua resposta generosa ao chamado de Deus e tua decisão de buscar a Congregação das Irmãs de Notre Dame para concretizar o seguimento de Jesus Cristo são motivos de alegria e de festa para a Igreja e todas as religiosas”, afirmou.

Congregação das Irmãs de Notre Dame - Primeiros Votos Irmã Maria Ana Laura (51)Após a profissão dos primeiros votos, ocorreu a bênção da aliança congregacional – um símbolo do compromisso assumido com a evangelização que, como enalteceu a comentarista da cerimônia e vice-provincial, Irmã Maria Alcídia Guareschi, será renovada no cotidiano, em meio a lutas e sofrimentos, na inquebrantável confiança na bondade de Deus e no amor providente do Senhor. Abençoado, para que a religiosa conserve intacta sua fé e fidelidade, perseverando nos seus propósitos de consagrada e sirva ao próximo, o anel foi depositado em seu dedo anelar.

A partir de então, Irmã Maria Ana Laura ingressa no Juniorato – etapa final de formação para a vida religiosa consagrada, que deverá culminar com a consagração definitiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>